Aumenta o número de municípios em situação de emergência em função da estiagem

Até o momento 66 municípios catarinenses decretaram situação de emergência em função da estiagem e encaminharam documentação para homologação do Governo do Estado. A Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC) está agilizando a análise dos processos para acelerar o suporte aos municípios atingidos. Desde o início da “Operação Estiagem” a DCSC repassou para os municípios impactados 829 reservatórios para a ampliação da capacidade hídrica nas comunidades, e 82 kits de água limpa, composto por fitas de amarração, reservatórios e moto bombas. Esta ação representa um investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.

Segundo o último Boletim Hidrometeorológico Integrado, produzido em conjunto pela DCSC e pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, existe a tendência de agravamento da estiagem. O documento, que traz informações das condições hidrológicas dos rios catarinenses e dos impactos no abastecimento dos municípios, aponta que no mês de maio a chuva foi escassa na maior parte do Estado. As regiões mais impactadas, com menos de 50 milímetros, foram a do Extremo Oeste, Oeste, Meio Oeste, Planaltos, além do Alto e Médio Vale do Itajaí.

O que chama a atenção é o número significativo de dias sem registro de chuva no mês de maio que já chega a 15 em áreas do Extremo Oeste e da divisa com o Paraná. Na maior parte do Estado não ocorreram registros pluviométricos em 12 dos 18 primeiros dias de maio. No Litoral, entre a Grande Florianópolis e o Litoral Norte, a circulação marítima favoreceu a ocorrência de chuva em, pelo menos, nove dias no mesmo período.

O déficit de precipitação aumentou de março para abril e permanece bastante significativo até o momento. No Extremo Oeste, Oeste e Meio Oeste, este índice varia entre 60% a 100%. Já nos Planaltos os volumes acumulados são apenas de 20% a 60% do esperado. Assim permanece o quadro de estiagem meteorológica nestas regiões.

Atualmente 35% dos municípios catarinenses estão em estado de atenção em função da estiagem, 1% em alerta e 6% em estado crítico. “O abastecimento urbano foi impactado em diversos municípios com a intensificação da estiagem”, destacou o chefe da DCSC, David Busarello. Ele reforça a importância do uso consciente dos recursos hídricos e do planejamento estratégico, por parte das prefeituras, para o desenvolvimento de medidas de mitigação para reduzir os impactos da estiagem.

Confira o Boletim Hidrometeorológico Integrado na íntegra:

Municípios com Decreto de Situação de Emergência em função da estiagem.

  • Agrolândia
  • Águas de Chapecó
  • Águas Frias
  • Alto Bela Vista
  • Anchieta
  • Arvoredo
  • Barra Bonita
  • Bom Jesus do Oeste
  • Caibi
  • Campo Erê
  • Caxambú do Sul
  • Celso Ramos
  • Chapecó
  • Concórdia
  • Cordilheira Alta
  • Coronel Freitas
  • Cunhataí
  • Entre Rios
  • Guaraciaba
  • Ipira
  • Iporã do Oeste
  • Ipumirim
  • Iraceminha
  • Irani
  • Irati
  • Jaborá
  • Jupiá
  • Lajeado Grande
  • Lindóia do Sul
  • Maravilha
  • Marema
  • Modelo
  • Mondaí
  • Nova Itaberaba
  • Paial
  • Palmitos
  • Paraíso
  • Passos Maia
  • Peritiba
  • Piratuba
  • Planalto Alegre
  • Presidente Castello Branco
  • Riqueza
  • Romelândia
  • Saltinho
  • Santa Terezinha do Progresso
  • Santiago do Sul
  • São Bernardino
  • São Carlos
  • São Domingos
  • São João do Oeste
  • São José do Cedro
  • São Lourenço do Oeste
  • São Miguel da Boa Vista
  • Saudades
  • Seara
  • Serra Alta
  • Sul Brasil
  • Tigrinhos
  • Timbó Grande
  • União do Oeste
  • Vargeão
  • Vargem
  • Xanxerê
  • Xavantina
  • Xaxim

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei0Amei0Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário

mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun escort