https://www.traditionrolex.com/20

Casal de Chapecó é preso por serem responsáveis pela maior parte da cocaína distribuída em SC

Na manhã desta segunda-feira (21), a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó deflagrou a Operação Imperadores, em decorrência de investigação de tráfico de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro, no munícipio.  Os investigados, um homem de 48 anos e uma mulher de 46 anos, seriam responsáveis pela maior parte da cocaína distribuída no interior de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A investigação iniciou em julho de 2021, quando um homem foi preso em flagrante transportando 76 quilos de cocaína, que renderiam cerca de R$ 3.500.000,00 (três milhões e quinhentos mil reais), de Foz do Iguaçu, no Paraná, para Chapecó.  A partir de então, a DIC de Chapecó passou a investigar todas as circunstâncias da atividade criminosa, posteriormente identificando os prováveis proprietários da grande quantidade de droga apreendida.

As prisões foram realizadas na residência do casal, em Chapecó. Durante as buscas domiciliares, foram colhidos diversos outros elementos que devem colaborar para a apuração completa dos fatos e a responsabilidade penal do casal e de outros eventuais envolvidos nos crimes, bem como significativa quantidade de dinheiro em espécie de origem desconhecida.

O nome da operação “Imperadores” é uma referência à posição conquistada pelos investigados no tráfico de drogas da região, especialmente, a cocaína. A apreensão de 76 quilos da droga, avaliados em mais de três milhões e quinhentos mil reais, demonstra o enorme poder conquistado pelos dois. Ainda, o nome faz alusão a outra operação realizada contra o mesmo casal, no ano de 2006, pela Polícia Federal, ocasião em que também foram presos pelo tráfico de 7 quilos de cocaína. Tal operação recebeu o nome “Imperador”, pois, já naquela época, o investigado era tido como um dos principais fornecedores da droga.

Os investigados presos foram encaminhados ao presídio de Chapecó, onde permanecem à disposição da Justiça. A DIC de Chapecó prossegue na apuração total dos fatos. A ação contou com o apoio da DIC de Maravilha e de agentes da operação Hórus.

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei0Amei1Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário

mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun escort