Com pouca aceitação, partido que Bolsonaro quer criar deve ficar fora das eleições

Brasil – Cem dias após ser lançada, a legenda do “Aliança Pelo Brasil” está com 7,8 mil assinaturas validadas — apenas 1,5% do número necessário para ser oficializada na Justiça Eleitoral.

No nordeste, por exemplo, o Aliança pelo Brasil, partido que Jair Bolsonaro quer criar, só conseguiu validar 267 assinaturas. Em seis dos nove estados da região, nenhuma assinatura foi validada pelo TSE: Bahia, Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Após deixar o PSL, Jair Bolsonaro busca criar uma sigla, que deve ser aderida por eleitos e possíveis candidatos que tenham identificação com a figura do presidente da república. Porém, ao que tudo indica, o desejo do presidente deve se tornar realidade apenas nas eleições de 2022, tendo em vista o pouco tempo hábil para conseguir viabilizar as assinaturas do Aliança pelo Brasil até o início da corrida eleitoral de 2020.

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei1Amei1Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário