Crônica do Click: Uma mensagem aos esportistas

Por Bruna Binda, estagiária de jornalismo

Todo dia até o sol se pôr, eles treinam… Eles lutam para alcançar seus objetivos… Os obstáculos difíceis de se vencer os fortalecem cada vez mais.

Na quadra, na grama, no tatame, na areia, na água… Em qualquer lugar.

Eles estarão lá.

Estarão lá para mostrar que são fortes, que são guerreiros.

Eles carregam em um simples olhar, em um movimento, em um grito ou em apenas um drible o verdadeiro significado do esporte.

Muitas vezes eles choram… Escondem o machucado e a dor… Pensam em desistir. Mas lembram que sem o brilho deles o mundo seria triste.

Assim, eles se levantam, cada vez mais fortes, mais decididos para alcançar seus objetivos.

Eles amam o que fazem.

Na maioria das vezes tiram o dinheiro do próprio bolso para realizar um sonho.

Sonho este de ser reconhecido profissionalmente.

De conseguir por meio do esporte sustentar a família e não ganhar dinheiro para esbanjar.

Mas quem disse que amador é ruim? Muito pelo contrário.

Amador no seu significado mais comum é aquele que ama o que faz.

Faz por prazer…Faz não somente por si, mas pelos outros…

Principalmente pela cidade.

A cidade pequena que não tem tanto reconhecimento no Estado, tem eles.

Eles são os responsáveis por carregar o nome do município nas competições, nos campeonatos.

Eles viajam.

Eles viajam muito, para mostrar para o mundo que o esporte não é somente aquele atolado em corrupção.

Que ainda existe esperança.

As competições não são em capitais reconhecidas… Eles não se hospedam em hotéis luxuosos.

Muito menos usam roupas de grife ou ficam preocupados com o penteado durante a competição.

A cidade do interior festeja a chegada deles em um ônibus que não é tão confortável… As escolas param para eles terem onde dormir… Os moradores ficam emocionados, fazem questão de lotar os ginásios para acompanhar os jogos…

A cidade toda se movimenta… Ela se organiza para receber eles.

O comércio… Os estabelecimentos… As escolas… As secretarias…A prefeitura. Todos eles se movimentam em prol do esporte amador.

Essa é a riqueza do esporte.

Não é a fama, não é o fanatismo e nem o dinheiro que geram o reconhecimento.

É o esforço… É a compaixão… É a humildade. É o amor incondicional pelo esporte, pelo o que ele representa para uma cidade pequena.

Então, aguentem firme esportistas amadores.

Vocês merecem todo o reconhecimento possível.

Por mais que o caminho seja difícil, e ele é.

Sigam em frente, não desistam

A cidade precisa de vocês!

Xaxim se orgulha de vocês!.

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
1Gostei7Amei0Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário