Golpistas se passam por funcionários de emissora de TV e tentam aplicar golpe no Oeste Catarinense

Homem se passou por produtor do SBT e ‘convidou’ vítima para participar de um programa de TV

Nova Erechim – Na manhã de quarta-feira (05), uma jovem de Nova Erechim, que inclusive é uma consultora da Jequiti Cosméticos, por pouco não caiu em um golpe. Pela parte da manhã, ela recebeu uma ligação. Do outro lado da linha estava uma pessoa que se dizia da empresa Jequiti, do grupo de Comunicação do SBT.

O homem do outro lado da linha começou a falar alguns dados da vendedora de Nova Erechim que confirmou algumas informações. O golpista se identificou como Felipe e informou à consultora que ela havia sido premiada para participar do Roda a Roda da Jequiti, que ocorre no SBT.

“Ele começou a me perguntar em qual data eu tinha disponibilidade para ir até São Paulo para gravar o programa. Me apresentou duas datas que eu não podia e encontrou uma outra alternativa. Até que encontramos a data do dia 12 de fevereiro para então gravar o suposto programa. Ele me explicou todos os procedimentos para regularizar a situação que eu deveria fazer através de um site”, disse a novaerechinense.

Só que no final da conversa, o golpista começou a perguntar em qual banco a vendedora possuía conta já que, na versão do mesmo, ela teria ganho um valor de R$ 10 mil que seria para gastos com viagem até São Paulo, que seria a gravação do programa.

A jovem de Nova Erechim então se dirigiu até a agência da Caixa de Pinhalzinho, já que o golpista disse que ela precisaria estar numa agência para que então o mesmo a orientasse sobre os procedimentos. “Eu cheguei na agência e não tinha a senha de letras, por isso não consegui tirar um extrato. Então voltei para Nova Erechim e no meio deste tempo acabei ligando para a minha líder em Chapecó, que me alertou que seria um golpe”, relatou a vítima.

Possivelmente o ato se trata de um golpe para a clonagem do cartão do banco ou ainda para que os golpistas possam sacar valores existentes na conta. A jovem disse que foi difícil de identificar o golpe, porque eles utilizaram praticamente as mesmas informações e forma de abordagem da empresa Jequiti, a qual ela é consultora. Ele ainda disse que iria entregar o nome do golpista e o número do telefone à polícia.

*Portal ‘A Sua Voz’

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei0Amei0Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário