Homem que matou cunhada carbonizada será julgado no Oeste de SC

O Poder Judiciário de Santa Catarina acatou o pedido de desaforamento, feito pela defesa do réu, para o júri do homem que ateou fogo na casa onde o irmão e a cunhada moravam, em Descanso, no Oeste de Santa Catarina. A jovem Mauriceia Estraich, de 22 anos, morreu carbonizada durante o incêndio. A decisão do PJSC designou a comarca de Chapecó para realização da sessão de julgamento, agendada para o próximo dia 3 de março, mês em que o crime completa dois anos.

O acusado responde por homicídio qualificado por motivo fútil, emprego de fogo, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e, ainda, feminicídio. Agora, o processo segue tramitando em sigilo na 2ª Vara Criminal de Chapecó, cuja equipe será responsável pela organização e execução do júri.

De acordo com a denúncia, na madrugada de 28 de março de 2021, o réu foi até a casa do irmão e da cunhada. Quando a mulher abriu a porta, foi surpreendida com um golpe “mata-leão” que deixou ela desacordada. Em seguida, ateou fogo na residência utilizando gasolina. O irmão do acusado, e companheiro da vítima, estava passando a noite na casa do pai. O júri inicia às 8h, no fórum da comarca de Chapecó.

Relembre o crime:

Mauriceia foi morta no dia 28 de março de 2021. As investigações concluíram que o fogo foi causado propositalmente pelo homem com a utilização de gasolina. O acusado confessou parcialmente a prática do crime. No local, ele a agrediu até deixá-la desacordada.

Ele relatou que acreditando que ela estava morta, ateou fogo no seu corpo e na casa. Também alegou que estava sob efeito de drogas e não soube explicar qual a razão que o motivou a realizar o crime. O laudo pericial confirmou que a vítima aspirou fumaça, o que confirmou que ela estava viva no momento do incêndio.

Fonte: Clic RDC

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei0Amei0Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário

mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun escort