https://www.traditionrolex.com/20

Lewandowski diz que prisão de mandantes da morte de Marielle é uma ‘vitória para o Estado’ e dá investigações como encerradas

Em pronunciamento feito na tarde deste domingo, 24, sobre a prisão dos mandantes do assassinato de Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, em março de 2018, o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, disse que se tem bem claro quem são os executores, e que a etapa mais importante das investigações foi vencida. “É extremamente significativo, é uma vitória do estado brasileiro, das nossas forças de segurança do país em relação ao combate ao crime organizado”, disse o ministro, acrescentando que, por ora, as investigações sobre o caso estão encerradas. “A polícia em suas investigações identificou os mandantes e demais envolvidos nesta questão, é claro que podem surgir novos elementos, mas neste momento os trabalhos foram dados como encerrados”, disse o ministro. Complementando a fala de Lewandowski, o diretor-geral da PF, Andrei Rodrigues, afirmou que ficou concluído que os irmãos Brazão foram os mandantes dos crimes, contudo, deixou em aberto que outras ações podem ser realizadas a partir da prisão.

Conforme havia sido informado anteriormente, o ministro informou que o ministro do STF (Supremo tribunal Federal), Alexandre de Moraes, liberou o sigilo das investigações se o material se encontra a disposição de todos. O deputado federal Chiquinho Brazão, do União Brasil, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, Domingos Brazão, e o ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, o delegado Rivaldo Barbosa, foram presos na manhã deste domingo, e devem chegar à Brasília por volta das 16h30, conforme Lewandowski, onde vão ser direcionados para o presídio federal na capital do Brasil. Lá eles vão se encontrar a disposição da Justiça.

Durante o pronunciamento, o ministro da Justiça leu um trecho da decisão de Moraes em que fala que fala sobre uma das principais motivações para o crime: o fato de Marielle pertencer a um grupo antagônico aos interesses dos irmãos Brazão. “No mesmo sentido, apontam diversos indícios do envolvimento dos Brazão, em especial de Domingos, com atividades criminosas, incluindo-se neste diapasão às relacionadas com milícias e grilagem de terras. E, por fim, ficou delineada a divergência no campo político sobre questões de regularização fundiária e defesa do direito de moradia”, disse o ministro.

A Polícia Federal realizou na manhã deste domingo a Operação Murder Inc., que desencadeou na prisão dos suspeitos de mandarem matara a vereadora, além de tentarem assassinar a assessora de Marielle, Fernanda Chaves. Foram cumpridos 12 mandados de buscas e apreensão. Eles foram autorizados pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes. A prisão dos suspeitos só foi possível devido às investigações e a delação premiada de Ronnie Lessa. A operação acontece cinco dias após Moraes homologar a delação do ex-policial. As prisões foram antecipadas por medo de vazamento das informações.

Fonte: Jovem Pan

Foto: CLÁUDIO REIS/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei0Amei0Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário

mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun escort