https://www.traditionrolex.com/20

Polícia Civil realiza apreensões em local de rinha de galo no Oeste de SC

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio do Setor de Investigação da Delegacia de Polícia da Comarca de Xanxerê, coordenados pelo Delegado Dr Wesley Costa, realizou na manhã desta segunda-feira (17) uma ação conjunta com a Polícia Militar Ambiental e a CIDASC no bairro Frederico Ferronato, em Xanxerê. Em razão de investigações da Polícia Civil que apuram o crime de maus-tratos de animais, na ocasião foi dado fiel cumprimento a um Mandado de Busca e Apreensão, expedido pela Vara Criminal da Comarca de Xanxerê em desfavor de um homem de 46 anos.

As buscas tinham por objetivo a verificação de aves envolvidas em rinhas de galos e durante os trabalhos, ao verificar um cômodo anexo a residência, foi constatado a existência de 21 galos presos em gaiolas individualizadas, sendo que muitos destes continham esporas cortadas e deformações nas cristas, indícios de participarem de rinha, inclusive um deles estava com ferimentos e aparentava ter participado de rinha recentemente, e além destas, em outro espaço, foram localizados mais 23 galos presos em gaiolas individualizados e cerca de 35 aves da mesma espécie que ficavam soltos pelo terreno.

De acordo com o Delegado responsável, além dos animais foram apreendidas inúmeras esporas plásticas, tesouras, serra (ainda com vestígios de sangue) e demais apetrechos utilizadas para mutilar as esporas e adaptar para uso das esporas plásticas, foram localizados ainda bicos metálicos, biqueiras de couro e luvas para proteger as esporas utilizadas durante treinamento dos galos; por fim, também foram localizadas peças do cerco utilizado nas rinhas de galos.

O investigado e todos os objetos foram encaminhados para a Delegacia para lavratura de Termo Circunstanciado, os servidores da CIDASC ficaram responsáveis por lavrar as notificações cabíveis e o termo de fiel depositário dos animais ali encontrados, sendo que as demais infrações administrativas foram lavradas pelos Policiais Militares Ambientais.

Após procedimentos legais o investigado foi liberado, tendo sido compromissado em comparecer em Juízo em data oportuna. As investigações prosseguem na DPCo de Xanxerê e serão remetidas ao Poder Judiciário no prazo legal.

 

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei0Amei0Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário

mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun escort