Servidores de SC aprovam greve por tempo indeterminado; saúde e educação são afetadas

Servidores municipais de Florianópolis aprovaram greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (31). Os trabalhadores reivindicam por valorização salarial e a não privatização dos serviços municipais. A prefeitura disse que vai entrar na Justiça contra o movimento.

A decisão ocorreu em assembleia na terça-feira (30) com a presença de cerca de 5 mil pessoas, após uma rodada de acordo frustrada, segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sitrasem).

Nesta manhã de quarta, a maioria dos pais conseguiu deixar os filhos nas escolas. Ao todo, a Capital tem 85 creches e 39 escolas, porém ainda não há balanço de quantas unidades aderiram ao movimento. Na saúde, os postos seguiam com atendimento normal até o início da manhã.

Já na saúde, a maioria dos postos seguia com atendimento normal até as 11h. No Centro da Saúde da Trindade, no entanto, grande parte dos servidores aderiu ao movimento, e o local está atendendo apenas moradores da região e em casos de urgência e emergência.

A farmácia também segue funcionando. Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sul não há previsão de paralisação por conta da greve.

Nesta quarta-feira, um levantamento deve ser feito para determinar os profissionais que aderiram à greve e, com isso, orientar pais e responsáveis se devem ou não levar os filhos às escolas.

Além disso, o município informou que planeja antecipar as férias escolares para garantir o cumprimento dos dias letivos nas unidades que tiveram o atendimento suspenso por conta da greve.

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei0Amei0Haha0Hum0Triste0Raiva

0 Comments

Deixe um comentário

mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun escort