Vacinação em SC: Comissão define como será a retomada da imunização contra a COVID-19 por idade

Em reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) nesta quarta-feira, 2, representantes das secretarias municipais e da Secretaria de Estado da Saúde (SES) definiram como será a vacinação por idade contra a Covid-19 em Santa Catarina. Com base em decisões técnicas, a CIB definiu que as doses de vacinas recebidas nesta quarta-feira poderão ser utilizadas para seguimento dos grupos prioritários e a ampliação para a faixa etária entre 55 a 59 anos, de forma decrescente.

“É importante ampliarmos a cobertura de vacinação contra a Covid-19 para garantir a imunização da população. Estamos trabalhando para garantir mais doses para os catarinenses”, afirmou o governador Carlos Moisés.

A solicitação para vacinação por faixa etária foi pauta de encontro entre a SES, Cosems/SC e o Ministério da Saúde, o que irá permitir uma aceleração. “Santa Catarina é exemplo para o país porque aqui temos realmente a Comissão Tripartite com a participação do Ministério da Saúde no apoio a nossas decisões. Temos o direito, a possibilidade e o dever de decidir como devemos avançar na vacinação dos grupos por idade”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Desta forma, a pauta de distribuição contemplará quantidade suficiente para atender os seguintes grupos prioritários: trabalhadores da educação dos grupos 9 a 13, conforme designação a seguir:

Grupo 9 – Professores, 2º professores e auxiliares e afins que atuam em sala de aula do ensino médio;
Grupo 10 – Professores, 2º professores e auxiliares e afins que atuam em sala de aula do ensino profissionalizante;
Grupo 11 – Professores, 2º professores e auxiliares e afins que atuam em sala de aula do ensino superior;
Grupo 12 – Trabalhadores da educação que atuam de forma presencial em outras áreas;
Grupo 13 – Trabalhadores da educação que atuam em atividade remota, EAD ou similares;

Serão contemplados também trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros, transporte ferroviário e transporte aquaviário, trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e caminhoneiros, além de uma quantidade para continuidade dos grupos prioritários.

“Seguimos com a prioridade de distribuir com a maior agilidade possível as doses de vacina recebida aos municípios catarinenses, e assim garantir a proteção do maior número de pessoas”, esclarece Eduardo Macário, superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina.

NOS CONTE O QUE VOCÊ ACHOU
0Gostei1Amei1Haha0Hum0Triste2Raiva

0 Comments

Deixe um comentário

mersin escort çorlu escort erzincan escort görükle escort Samsun escort